domingo, 8 de fevereiro de 2009

Maurício Cacareco, mais um de Fevereiro

Se não me engano seu sobrenome é Frazão; e me parece que é faz parte de família tradicional lá de Manaus, pois meu pai que tinha família lá conhecia alguns Frazão. Mas só mesmo o personagem de hoje pode dizer se tal é verdade. A respeito de quem escrevo hoje? Ah! Sim. Do nosso amigo Maurício.

Maurício tinha mais um irmão e tres irmãs, família unida, que nos inspirava a educação das famílias tradicionais do interior. Moravam na Bento Lisboa em um prédio bem próximo à esquina da Correa e como era quase inevitável mudar seu trajeto e passar despercebido por nós nossa amizade foi surgindo com o dia a dia. Éramos uma turma tranqüila, que pouco fazia barulho, fosse no bar do Manolo, na esquina com bento Lisboa, fosse no bar do “Manel” (portuguesinho arretado e ladrãozinho que só no jogo de porrinha), fosse no bar de D.José (leia-se Rocé), aquele espanhol baixinho com sobrancelhas iguais a taturana – por onde andará? Enfim, inevitável foi para Maurício, não ser “contaminado” e passar a fazer parte da turma, pois algo comum nos mantinha afinados – as peladas no Aterro e no Brejo.

Como de praxe, recebeu logo um apelido. Não sei se foi o Frango (Juca Melão – Afe!) que colocou; mas também o apelido só veio depois de um tempo, pois Maurício sempre foi um carinha sério, desde rapazote; porém, sempre estava de bom humor para suportar as sacanagens que a gente fazia não só com ele mas com todos. A democracia reinava nas bandas de cima como nas bandas de baixo.

Cacareco virou o codinome mais comum, mas depois da quinta, sexta cerveja, este epíteto transformava-se em “Vaca Gorda Piranhuda”. Meu Deus! Não sei até hoje a relação que foi feita com nosso amigo e o bovino ruminante. Nenhum dos dois, pelo que sei, margeavam pela zona da prostituição. Mas enfim. Apelido aparece e ninguém esquece.

E nunca esquecemos deste nosso amigo, que nos honrou com sua presença na Paella Fiesta, em janeiro deste ano, lá em Icaraí, na casa do Zé Drinks. E o principal, os nossos parabéns pelo seu aniversário, no próximo dia 25 de fevereiro.

Beijo “procê” meu querido amigo. Mantenha contato.

Um comentário:

Byra disse...

Maurício,

Registro o grande prazer por revê-lo na Paella e recordarmos alguns ótimos momentos de convivência.

Por oportuno, desejo-lhe um FELIZ ANIVERSÀRIO, muitos anos de vida com saúde e haemonia, para que nossos encontros tornem-se mais freqüentes e continuem sendo prazerosos.

RECORDAR É VIVER DUAS VEZES.
UM BRINDE À AMIZADE
PARABÉNS PRÁ VOCÊ.