segunda-feira, 3 de outubro de 2011

51/52/53 DIAS - Domingo de sol, praia e hospital.


51/52/53 Dias - Sexta-feira de exames. Além dos normais, para acompanhar o progresso contra a infecção, é encaminhado para uma clínica no Grajaú a fim de fazer uma tomografia do maxilar, também fraturado. Ainda sem o laudo, as primeiras impressões não são de todas ruins e deverá ser tratado mais adiante, como esperado. Está mais calmo e consciente. Na última visita, quando foi feito o filme, pediu que lhe mostrasse suas primeiras fotos. Apesar de seu estado, um tanto deprimido e de poucas palavras, achamos que essa atitude seria positiva para colocá-lo melhor no espaço. Hoje as entregamos e a reação foi melhor do que o esperado. Após o espanto natural veio a frase mais comum dos últimos dias:
   - Estou todo quebrado. Fui atropelado por uma locomotiva...
   Essa consciência de seu caso, de como foi, e de seu estado físico, com a comparação entre 50 dias atrás e o dia de hoje, é a certeza de que estamos no caminho certo. 
   O sábado vem com boas notícias. Apesar da noite inquieta e de pouco sono, sua aparência do "rosto caído", uma sequela comum nas fraturas em base de crânio, reduziu, e como disse a Érika, "ele agora está mais bonitinho". Parece que as noites mal dormidas fazem mais mal a ela do que ao Byra. Durante o dia recebe os visitantes com mais humor mas sem deixar de lado a queixa comum das dores no ombro e no joelho. Reconhece as pessoas com mais naturalidade. Caminha com menos dificuldade, sempre amparado pela Érika, cada vez mais adaptada à situação. E no fim da tarde mais uma alegria quando Byra a ajuda na solução de algumas palavras cruzadas.
  Domingo de sol, praia e hospital. Érika tem que dar uma pequena saída e o Byrão assume na devida prontidão. Novas visitas.  Reconhece a todos, inclusive por nome e apelido. Se entristece com a notícia do falecimento de um amigo comum e atende ao telefone, também pelo nome, de alguns outros amigos. É clara a sua evolução neurológica. O médico vem com a melhor das notícias:
  - A infecção cedeu e os exames estão perfeitos.
   Estão "limpos e puros", saudamos eu e Joésio, em referência às nossas convicções. O médico complementou que faltam apenas três dias para terminar o ciclo do antibiótico e é bem provável que seja então liberado para continuar seu restabelecimento em casa. A cirurgia do ombro, a primeira prevista, será marcada tão logo seu organismo esteja mais preparado, provavelmente dentro de um mês.  Reclamou da vista esquerda, que estava um pouco embaçada, mas mesmo assim assistimos à vitória da "mulambada", digo, Flamengo, e a derrota do Botafogo, o que não o deixou tão triste.  Com a chegada da Érika, que tinha se ausentado por algum tempo, ele pediu para apagar a luz pois queria dormir:
   - Você não sabe o que é deitar e olhar para esse teto branco o tempo todo, parece até que ele me chama, vem...vem ...e se virou.
   Pensei comigo, o cara já está até fazendo piada. Esperamos mais um pouco e na saída, ele me chamou,  acariciou-me e disse:
   - Zé Neto, o Dinei esteve aqui ontem e me disse que estava muito feliz com nossa relação, pois ele e o irmão sempre viveram na porrada.
   Confesso que fiquei meio sem jeito, sem palavras, e ele, rindo, complementou:
   - Mas eu disse a ele que nem sempre era assim...
   Aí foi possível ver que o Byra estava ali mesmo, mais próximo de nós, e bem mais vivo. Dei-lhe um beijo na fronte e fui embora. Foi um belo domingo, de praia, sol, hospital e muita alegria. Amanhã tem mais ...  

6 comentários:

José Luiz (C Sol) disse...

O tempo e a palavra mais terrivelmente correta.ele vai passando e mostrando como foi dura a jornada,como ainda ha o q se percorrer. Todo acontecerá. No seu devido momento. Vamos q vamos.to na torcida.

J Luiz

Fernado Paiva.´. disse...

Zé hoje já emocionado pelo enterro do Ir. Manoel em 3 Rios, novamente chorei com a imagem. Vcs são um exemplo de família e ainda bem que os conheço para aprender. No Rio tem ficado difícil ir vê-lo mais assim que tiver um espaço irei. Beijo no coração dos 3.

Fernando Paiva

Dagoberto.´. disse...

Que bom.

Dago

Rose disse...

Maravilha Ze... cada dia um posso e sempre pra frente, isso é o que chamamos de evolucao... Parabéns ao Byra, muita forca e resignacao, com entendimento para ele... e para a Érika, toda a forca, fé, carinho e Amor, que ela merece de todos... nao só do Byra, mas de todos da família, inclusive de´nós Amigos... Bjs e fiquem com Deus. Forcaaaaaaaaaaaaaaa...... esperanca......

Rose

Antonio Claudio.´. disse...

Os nossos Irmãos Aprendizes Rui, Maurício, Vitor e Chandler, da Loja DDF 148, visitarão o nosso Irm. Byrinha no próximo dia 07/10/11 (sexta-feira), por volta das 18:30h, e farão a entrega da camisa de futebol do CR Flamengo autografada pelos jogadores profissionais, ao nosso Irm. Byrinha. Convidamos a todos que puderem comparecer.

Infelizmente, por motivos de compromisso maçônico agendado, não poderei estar presente, mas, tenho absoluta certeza que o nosso Irm. Byrinha ficará muito feliz pela presença dos Irmãos, além do carinhoso presente.

Agradecimentos especiais ao Irm. Rui Merêncio pela dedicação em conseguir esta lembrança.

Cordial aperto de mão.

Irm. Antônio Cláudio

Reydner.´. disse...

Caro Zé,
Fiquei muito feliz com essa notícia da ida do Byrinha para casa.
Que o GADU continue zelando por todos vocês.
Mando um abraço fraternal para todos e muito breve a recuperação será total.
Um TFA
Reydner