quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

As meninas da Corrêa de Cima – 1ª Parte


Ahhhh! As meninas do lado de cá de nossa rua. O Zé Drinks diz que éramos privilegiados, pela abundância (perdoem-me as senhoras, pela cacofonia) de meninas no lado de cá de nossa rua. Mas observações marotas à parte, aproveito para dizer que talvez nosso lado da rua tivesse mais meninas por que éramos agraciados com adesões da Bento Lisboa e Tavares Bastos. Loirinhas, morenas de pele branquinha, morenas bronzeadas, mulatinhas, índias, negrinhas, até japonesa um dia apareceu – quem se lembra de Yocie Suzuki Suzane (namorada e atual mulher do Eduardo Benatti Salgado)?

Pois bem, a lista é grande (me auxiliem se não citar o nome de alguma ou algumas), e farei o possível para não me deter em minha primeira paixão – Jane (infelizmente não correspondida) – e por quem suspirei um bom tempo.

Lá na rua, teve a Marta (irmã do Milorge), Jane (irmã do Maurinho), Silvana (irmã do Eduardo “Puck”), Marília (irmã do Sérgio “Castor”), Simone (irmã do Sérgio Maciel), Guadalupe (para mim a mais linda de todas), Lídia, Camila, Denise e Mônica (irmãs do Uií – Carlos Eduardo), Nina e Beth (irmãs amazonenses – namoradas do Godá e do Moita, respectivamente), a Márcia (foi namorada do Maurinho e morava em um prédio em frente ao 117), Janice (a “princesinha do nordeste” e que namorou o Ricardo Turano); Célia, Cláudia e Conceição (as três pertencentes ao clã dos Neves – Mário Jorge e Frango) e Isabel (filha do Seu Roberto e que hoje participa eventualmente de nossos encontros). As que nos honraram com suas presenças, vindas da Tavares Bastos, foram a Sandra (minha primeira namorada), Marinês, Márcia (parente do Lumumba), Cristina “Barata” (ex-MJ Neves), Leila – irmã da “Barata” (outra que namorou o Maurinho) e Leila “Macaquinha”. Da Bento Lisboa, Leila (irmã do Zé Alexandre), Andréia e a irmã (uma bem gordinha que não me lembro o nome. As duas eram filhas de um húngaro que tinha uma cicatriz no rosto, passeavam com um cachorrinho lá na rua e moravam no prédio ao lado do Alex “ai minha cabexa”, onde tinha uma pequena oficina da Bosch. Vale lembrar que houve uma festa que merece um capítulo especial a ser trazido aqui) e Cláudia (que era amiga da Andréia e da irmã). Vieram outras de ruas e bairros diferentes, tais como, Débora (minha afilhada de casamento que foi casada com o Beto), Yocie (conforme citei no início), Claudia “Bill” (hoje casada com o Vieira), a Márcia (namorada do Zé Franguinho) e sua irmã (namorada do Zé Augusto), Juíra (namorada e ex-esposa do Zé Franguinho).

As tardes de domingo eram tão esperadas por nós, pois as que seus pais deixavam, iam ao baile lá no Mourisco; e era a oportunidade de tê-las nos braços (mesmo que por uma música) embalados ao som das músicas lentas. O suor a escorre em nossos rostos, contrastava com o cheiro do Gelatti, perfume argentino, muito comum naquela época.

Dançávamos e a maioria parecia ter lordose, tal era a postura de jogar a bumbum pra trás para não ficar colada ao nosso corpo. Os cabelos caprichosamente arrumados e alisados pelas “toucas” que desde cedo eram meticulosamente arrumadas. Naquela época não tinha chapinha, né mesmo!?

As calças boca de sino cobriam os sapatos “cavalo-de-aço”, as camisas justas delineavam nossa magreza ou mesmo ressaltavam algumas gordurinhas que teimavam em sair pelas laterais. Lembro-me que o Paulinho Malandro me disse que a boa era comprar camisa pólo lá na Petit balet, na N. Senhora de Copacabana e que na Barata Ribeiro tinha um sapateiro que fazia uns “pisantes” bem legais.

Nossa meninas eram mais generosas no vestir, calça “cocota”, sapatinho boneca ou tamancos brancos, a barriguinha de fora era o destaque, pois a camisetinha de malha, dois números menor do que elas deveriam usar, antecederam a baby-look atual. Lindas.

Poucos de nós se casaram com alguma delas. Mas por essas coisas do destino, atualmente somente dois de nós continuam casados com meninas do lado de cá de nossa rua. Sei lá, não tem explicação, ou se tem, eu não me arriscaria a dizer.

Ahhhh! As meninas do lado de cá de nossa rua.

6 comentários:

Derzemar disse...

boa-noite , meu nobre presidente.lendo ,o recente artigo no nosso blog , deparei-me com as referencias as meninas da correa.algumas eu falava , e outras não sei porque , me evitavam.agora ,noque se refere a MARIA GUADALUPE DA NÓBREGA DERZE , FOI MINHA ESPOSA.UMA MENINA DE DIA , E UMA GRANDE MULHER A NOITE (RS RS RS )...ALGUNS DIZEM , ATÉ HJ , QUE EU DEI EMCIMA DELA .MENTIRA!!!!!ELA QUE GOSTOU DO GAROTÃO , QUE FOI UM DOS PRIMEIROS A TRABALHAR.COM 19ANOS , COMEÇEI A TRABALHAR NA VARIG(SANTOS DUMONT), E COM 22ANOS ,CASAMOS.PRA MIM , FOI UMA VITÓRIA ,PORQUE EU JAMAIS NA MINHA VIDA PODERIA PENSAR QUE UMA GAROTA COMO VC MESMO DIZ , A + LINDA DO GRUPO FOI JUSTAMENTE GOSTAR DESTE BIG-DOG ....AGORA , VC , E O RESTANTE DA TURMA SABE......


histórias...por diversas vezes , eu perdia a cabeça , com o assédio que davam em cima da GUADALUPE.uma vez ,sai na porrada , com tal de jorge , um louro , de olhos verdes. foi em frente da casa do frango.me lembro muito bem , foi num domingo á noite.ela tinha me ligado ,para irmos ao cinema roxy em copa , e quando desci ,vi o cara colocando a mão nela .nem perguntei.fui logo empurrando , e ahi começou a pancadaria.ela até me ajudou , deu uns socos nele(rs rs )....depois foi outro que ainda mora no catete 214. a mesma coisa , só que na praia.cara ,mulher bonita , charmosa , é confusão na certa.

certa vez , eu e o meu amigo zé augusto , fomos a uma boite no leblon.pois bem ,. estava cheio e falei pro zé.zé , COMO VAMOS FAZER PARA ARRUMAR UMAS GATINHAS. ELE SIMPLESMENTE ME DISSE .VAMOS PROCURAR UMA MESA , QUE TENHA ´SÓ MENINAS , + QUE TENHA UMA FEIA NO GRUPO. ACHEI ESTANHO A JOGADA, + SE TRATANDO DO ZÉ NÉ.RODOPIAMOS PELO SALÃO , E VIMOS UMA MESA CHEIA DE GATINHAS , E FOMOS CHEGANDO . O ZÉ NA ESPERTEZA DELE , VAI NA + FEIA .NÃO DEU OUTRA .ELA GOSTOU DA BABA DE QUIABO DO ZÉ, E FICAMOS JUNTOS NA MESA COM ELAS ,. CONVERSA VAI , CONVERSA VEM , MORAL DA HISTÓRIA?????EU PEGUEI UMA E FUI SAINDO , O ZÉ A MESMA COISA, E DEIXAMOS A FEIOSA , COM AS OUTRAS CHUPANDO DEDO... SE DEMOS BEM , NESTA NOITE DE VERÃO ... RS RS RS ...


todos os ´sabados , eu saia com a JANICE e IRMÃ DELA A ROMILDA.ELA TINHA NA EPÓCA UM ALFA-ROMEO ITALINI (LEGÍTIMO_ CONVERSIVEL.IAMOS SEMPRE A BOITE EM SÃO CONRADO OU BARRA.NA EPOCA EU DAVA EMCIMA DELA ,+NÃO ROLAVA NADA , SÓ AMIZADE PURA E SINCERA..NUMA DESTAS SAIDAS ,PARAMOS EM SÃO CONRADO ,SAINDO DA BOITE PAPILLON , NO INTERCONTINENTAL, DE MANHA , E RESOLVI DO NADA DAR UM MERGULHO. FIQUEI COMO VIM AO MUNDO ...NAKED!!!!!!

Derzemar

J Drinks disse...

Grande Derze

Vc continua um poço de histórias. Continue a nos brindar com suas/nossas lembranças. Vamos aos poucos revivendo um tempo que alguns falavam que não iria voltar nunca, mas estamos vendo que a coisa não é bem assim.

Um grande abraço e muitos drinks

Byra disse...

A "CD-DE CIMA" tinha um belo time de meninas, mas, não posso deixar de registrar que a "CD-DE BAIXO", se considerarmos as 'agregadas' também nada deixava a desejar... Se não vejamos (no 4-4-2):
Catarina, Bina, Helena,Ção e Tête.Estela, Arminda, Erika e Norma. Georgette e Iluska.
No banco: Silvinha, Lilian, Marcinha (Senador Vergueiro/amiga da Catarina) ,Eloah,Fatinha, as gêmeas da dois de dezembro (namoraram o Brasi e o Moby. Oldecléa (Chahaira) e as irmãs Neam e Jean; Yvanize e irmã e muitas outras que me perdoem pelo esquecimento....
Também relaciono algumas "irmãs" mais velhas, hoje nossas queridas amigas, uma vez que as idades 'se proximam com o tempo', mas que à época não 'frequentavam' nossa turma, mas eram 'muito admiradas': Magali (Chahaira), Malú (Edu - maluco)e Áurea (Fabio)...
E seria covardia escalar time das 'profissas', cuja capitã era a nossa grande Maria Amélia.
O intuíto desse depoimento é fazer um resgate às nossas meninas da "CD-BAIXO".

Drinks&Kibe disse...

KIbe, bom dia,

eu ainda não consigo me cadastrar no blog, mais vou tentar mais uma veiz. Sobre as meninas quero resaltar que por uma questão de bom gosto ficou faltando as filhas do açougueiro seu Abilio da Bento Lisboa, Helena e Tereza, a quem eu e Ronaldo( que Deus o tenha), namoramos pela grande abundancia cono vc mesmo diz no bom sentido.

Bjdas

Biba

Anônimo disse...

Boa, Claudio Kibe
Acabo de descobrir o seu blog..com as turmas das CDS; muito legal...na proxima reunião quero participar...
Lembro, uma estoria sua; tempo de carnaval; no final do balie iamos todos; para a CD; e sabiamos que vc tinha ido na frente; e ninguem te achava... quando de repente surge vc do canteiro do 119; foi risadas geral...lembra.
Um abraço.
Milorge 021 7837-6667
milorge@uol.com.br

Anônimo disse...

Kibe não esqucendo de acresentar na realação as meninas da CORREA de CIMA,Glorinha filha do fechadura
T.Bastos,Fatima irmão da Papinha e
Fausta amiga da Fátima,Dalha da Silveira de cima,veio por intermédio de Zé Bezerra.
Abraços
Mario Neves