quarta-feira, 7 de setembro de 2011

26/27 DIAS - um sonho e a realidade







26 Dias - Segunda-feira, mais um dia de visita, mais um dia de esperança.  Infelizmente não é dos melhores. Byra está mais sonolento, não responde às perguntas e apresenta um quadro esperado mas não desejado. Os médicos foram claros em dizer que ele teria períodos de "flutuação", ou seja, momentos de lucidez e outros nem tanto.  Os exames estão bons, a infecção controlada mas a sonolência de hoje atinge em cheio o coração de um pai ansioso pelo avanço dos resultados. Uma hora de dúvidas, de insistências, de chamamento pelo filho que não houve e nada responde. Explicações a parte, de que o momento é passageiro, de que amanhã será melhor, não são suficientes para conter a decepção de não receber um afago, de não conseguir um rabisco ou mesmo um sorriso meio torto. O velho Byrão desaba, e amparado pela valente Érika, segue triste no seu caminho de volta. Ao telefone, é fácil perceber seu vão esforço em conter as lágrimas de um dia que deixou a desejar.

27 Dias - Terça-feira, 6 de setembro, mais uma visita ao Guerreiro que para nós já descansou bastante no dia anterior. No caminho uma dúvida constante.  O que falar com meu pai se o Byra continuar sonolento? Ele não resistiu ao dia de ontem, desabou, e sei que não foi uma boa noite de sono. Presente nos 27 dias de luta, com certeza ele estará lá quando chegar e tenho que me conter e acreditar que hoje será um dia melhor do que foi ontem. Vejo meu pai sentado, com seu chapéu Panamá e me surpreendo com um semblante mais sereno. Ele me cumprimenta e diz que está tudo bem e apenas um contratempo, pois Helena, nossa "boadrasta", como a chama o Byra, passou mal na manhã mas tudo está sob controle e emenda a conversa comentado um sonho que tivera. Disse ele, que na noite anterior, para dormir foi obrigado a recorrer a umas duas doses generosas de whisky (excelente "remédio") e sonhou que que tínhamos saído do hospital com o Byra e andávamos pela rua com ele gritando de fome. Todos contentes, felizes, sem um rumo definido.  Complementa ele que há muito não acordava tão bem (o "remédio" fez efeito).  Chega Érika e a visita é liberada. Fui o primeiro a entrar e uma visão sem igual. Meu irmão atento a tudo, de olhos abertos, consciente como nunca esteve nesses 27 dias de luta. Seguro sua mão, cumprimento-o, e ele responde com uma naturalidade até então não vista. Fala mansa, mas compreensível, responde a tudo que perguntamos. Dá um beijo na Érika e reafirma que está bem, sem dores, e que apenas a perna o incomoda um pouco. Último a entrar, o Byrão fica estático, sem palavras ao ver tudo que ele tanto esperava no dia anterior.  É impossível conter a emoção mas consigo disfarçar o marejar dos olhos. No meio da conversa o Byra pede "2 copos d'água" e gelada. Perguntei se estava de ressaca, se houve alguma festa, e ele responde que sim mas "convidados selecionados". Conversamos sobre o acidente e ele disse que vai "sair melhor, todo consertado" e complementa:
- o hospital está a desejar, é uma merda...   
Não o deixam se levantar, nem mesmo tirar o braço da tipóia. Tem muita sede, o que é confirmado pelas enfemeiras, que chamam a atenção de que não para quieto e xinga muito.  É mesmo o Byra em ação.
Sem poder tirar uma foto de lembrança, pedi a ele que me escrevesse mais um bilhete e ele não perdeu tempo. E é com muita alegria que anexo uma cópia deste bilhete, onde reclama do hospital, pede que o aguardem, escreve seu nome e complementa com os dizeres que "tomarei um whisky servido sem gelo", e "serve um Buchanas", no final, sua rubrica, perfeita, inclusive com os pontinhos. Comemoramos como nunca mas sabemos que amanhã é outro dia. Seu estado pode até mudar, a sonolência voltar, mas não temos dúvidas de que um pequeno passo para trás, será um forte impulso por melhores dias. Sonhe mais meu pai, sonhe com a felicidade que se aproxima, em muito breve seu sonho será a realidade e estaremos juntos na rua e o Byra gritando, mas acho que vai ser de sede e não de fome.  Até amanhã e sua benção.

14 comentários:

Manoel Geraldo.´. disse...

Grande ZÉ, vc conseguiu me emocionar. Dê um grande abraço nos Byras, e que o GADU continue lhes cobrindo com seu manto protetor.
Asim que o Guerreiro for para o quarto, avise.
Um TFA
MG

Priscilla disse...

"PAIII, o sonho do vovo ta preste a se tornar realidade!!! tenho fe nisso!!! e vamos comemorar em grande estilo...deixa a preparacao da festa por minha conta!!!! uhhauhuauhuah"

Priscilla

Cynthia disse...

"oi tio, impossível não se emocionar ao ler tudo que vcs tem passado ... mas com certeza Deus está ao lado de vocês e tudo vai dar certo!!! bjo em todos"

Cynthia

Nelson Andrade.´. disse...

Força meu Ir\ estamos todos ligados nessa corrente. Ele vai sair dessa.

Receba um Trip.: Frat.: Abr.:

Nelson Andrade

Jorge Luiz (JFA) disse...

A vida nos prepara surpresas nem sempre agradáveis. Creio ser um teste para nos avaliar quanta resistência temos e quantos obstáculos devemos enfrentar para alcançar nossos objetivos.

O objetivo atual é a cura total do Birinha (em JF a turma aproxima mais, lembra?).

A turma continua a fazer pensamentos positivos e a rezar para a cura completa.

Nesse ponto ele tem que ter muita paciência; quando possível ler livros de pensamentos positivos, de recuperações, sempre de coisas boas e com finais felizes. Isso ajudará na recuperação dele. Marcação homem a homem com o Hospital, médicos e enfermeiros, também ajuda.

Foi bom ele ter escrito alguma coisa. Bom exercício.

Meus votos de uma recuperação mais breve possível para o Byra.

Abraços.

Jorge Luiz

Jorge Luiz (JFA) disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Marco Reis (Charuto) disse...

O Byra está fazendo falta aqui para que a gente polemize sobre vários temas, sempre com excelente nível e inteligência.

Força amigo

Beijos

Marco (Charuto)

(em relação ao Grupo Yahoo)

José Luiz (CSol) disse...

MEU CARO ZÉ. SÃO OS ALTOS E BAIXOS QUE NOS INCOMODAM. O MAR AINDA ESTA MEIO REVOLTO. MAS POSSO TE ASSEGURAR QUE, COMO EX INSTRUTOR DE GRAFOSCOPIA QUE FUI UM DIA, A ESCRITA DEMONSTRA FIRMEZA DE MOVIMENTOS,SEM TREMORES,OU MOVIMENTOS DESCONEXOS, O QUE É UM BOM SINAL DE CONTROLE DOS MOVIMENTOS EMANADO PELO CÉREBRO.
CONTINUAREMOS SINGRANDO ESSE MAR SEMIREVOLTO, QUE JA ESTEVE DE RESSACA, MAS QUE AOS POUCOS IRA SE ACALMANDO. ESTAMOS PERTO DE TERRA FIRME. UM GRANDE ABRAÇO.
J LUIZ.

Duclistei disse...

"Meu amigo logo o sonho do teu pai vai se tornar realidade.Vou pro Rio só pra comemorar com vs bjs"

Duclistei

Janio.´. disse...

Neto, é muito bom receber estas notícias, força meu Irmão.
receba o meu TFA.

Janio

Julio Borovisk disse...

Acompanho e torço mais que nunca. Não esqueça de mandar pra ele um grande abraço meu e do Pintinho.

Julio Reche

Dagoberto.´. disse...

Que bom! Vamos em frente.

Dago

Sávio.´. disse...

Pessoal,

Se o Byrão prometer sonhar que eu estou ganhando na Mega-sena eu pago o "Buchanas".

Alberto Savio

Paulo Max.´. disse...

Caro Zé,
Que bom que o Byrinha ontem voltou a apresentar um quadro melhor. Mas pede ao Grande Birão para tomar duas doses reforçadas para que no sonho também nos inclua no passeio
CAM
Paulo Max